Finanças

Como dar os primeiros passos para investir?

Você quer aprender como começar a investir? Parabéns! Dar esse primeiro passo é uma das coisas mais importantes que você pode fazer...

Escrito por Giordano Miranda · 3 minutos de leitura >
Como dar os primeiros passos para investir?

Você quer aprender como começar a investir? Parabéns! Dar esse primeiro passo é uma das coisas mais importantes que você pode fazer por si mesmo e, em muitos casos, por sua família.

Se você está economizando para um objetivo e não precisa desse dinheiro por pelo menos cinco anos, por que não investir? Infelizmente, muitas pessoas têm medo de fazer investimentos ou não sabem como começar.

A boa notícia é que investir não é um bicho de sete cabeças e você não precisa saber muito sobre esse mercado para fazer investimentos inteligentes.

Se você é iniciante, então deve ter muitas perguntas, entre elas: Qual é a melhor estratégia de investimento? Vou ter prejuízos? Como invisto? 

Se você também tem essas dúvidas, este guia vai ser um grande aliado na hora de colocar em práticas os seus planos.

Planejamento

O passo mais importante é determinar e detalhar o caminho que o seu dinheiro vai percorrer, ou seja, onde você vai investir. Essa é uma das decisões mais importantes que você deve tomar.

Forme sua estratégia de investimento com base na quantia que você dispõe para investir, nos cronogramas para suas metas de investimento e nos riscos que você está disposto a correr.

Saber onde vai colocar o seu dinheiro é um grande passo, mas também é preciso descobrir exatamente quanto alocar para cada investimento.

Se você não tiver um orçamento detalhado, faça pelo menos uma lista com todas as suas despesas:

  • Contas (energia, água, internet, gás, etc.);
  • Financiamentos;
  • Alimentação;
  • Moradia (condomínio e/ou aluguel se houver);
  • Combustível ou passagens;
  • Educação (cursos, livros, eventos, etc.);
  • Lazer.

Invista somente quando souber que pode pagar suas contas em dia e criar a sua reserva de emergência.

Quando atingir esse ponto, lembre-se de destacar a quantia para investimentos primeiro, pagar as contas depois e, se sobrar, usar para lazer ou aumentar os investimentos.

Dica: O ideal é que você invista de 10% a 15% do seu salário, mas, se estiver fora da sua realidade, pelo menos comece com o investimento inicial mínimo de 5%.

Abrindo uma conta na Corretora

Após a conclusão do planejamento, o próximo passo é conhecer o seu perfil de investidor e abrir uma conta de investimentos em uma corretora de valores.

Vale ressaltar que você deve escolher trabalhar com aquelas que possam atender as suas necessidades, de acordo com os seus objetivos.

Abrir uma conta é muito simples, o maior trabalho que você vai ter é o de pesquisar e estudar as vantagens e desvantagens que cada uma oferece.

Para ajudar você neste processo, vou listar aqui as principais corretoras do país, principalmente para iniciantes. Vale a pena conferir:

  • Clear Corretora;
  • Easynvest;
  • Rico;
  • Modal Mais;
  • XP Investimentos;
  • Toro Investimentos, entre outras.

Crie uma Reserva de Emergência

A reserva ou fundo de emergência deve ser sua prioridade, antes de qualquer outro investimento.

Entendi! Mas como eu faço isso?

O ideal é que você faça a soma das suas despesas mensais e crie uma reserva que seja capaz de cobrir essas despesas pelo período mínimo de 6 meses.

Você pode investir no Tesouro Selic do Tesouro Direto, que tem rendimento maior que a poupança e é tão seguro quanto.

O nome já sugere que esse dinheiro só deve ser usado para eventuais imprevistos e emergências, tais como:

  • Cuidados médicos;
  • Contratempos com o veículo ou com o imóvel;
  • Demissão;
  • Outras despesas não previstas.

Diversificação de Investimentos

Para quem está começando, o ideal é começar investindo de forma segura, através da renda fixa. Mas, se ainda assim você quiser diversificar os investimentos, pode alocar os ativos.

Por exemplo:

  • 50% do valor em Renda Fixa  – LCI, LCA, CDB, Tesouro IPCA, Tesouro Selic;
  • 50% do valor em Renda Variável – Ações, FII (Fundo de Investimento Imobiliário), entre outros.

Além disso, é necessário que você entenda duas coisas:

  1. Tolerância ao risco – quanto você está disposto a arriscar, quais os riscos que você pode assumir?
  2. Quanto você pode investir com segurança, sem prejudicar o seu orçamento?

Vantagens x Desvantagens

Renda Fixa

Vantagens – O investidor sabe exatamente quanto vai receber ao regatar o investimento; Baixo risco.

Desvantagens – A rentabilidade é baixa a curto e médio prazo.

Renda Variável

Vantagens – Retorno rápido; alta rentabilidade; recebimento de dividendos, juros sobre capital próprio (JCP) e até aluguéis.

Desvantagens – Alto risco, custos operacionais e maior demanda de análise e pesquisa.

Para começar a comprar ações, siga este passo-a-passo

Você também pode gostar: Melhor curso para vender na Amazon

Principais tipos de investimentos para iniciantes

Existem alguns tipos de investimentos mais conservadores para quem está iniciando a jornada no mundo dos investimentos. Dentre eles, temos:

  • Tesouro Selic – é perfeito para criar o fundo para despesas emergenciais e para metas de curto prazo (até 2 anos);
  • Tesouro IPCA + (ou) pré-fixado – para quem se preocupa com o futuro e planeja ter uma aposentadoria confortável, sem precisar contar apenas com a previdência e se preocupar com a inflação;
  • LCI e LCA – são títulos do setor privado. O primeiro é referente à Letra de Crédito Imobiliário e a segunda é referente à Letra de Crédito do Agronegócio. Ambos são livres de impostos e o resgate pode ser feito na data de vencimento.

É possível começar a investir com apenas R$ 33,00. O Tesouro Direto é a modalidade de investimento que cabe no orçamento de grande parte da população brasileira.

Sua estratégia vai depender dos seus objetivos, de quanto dinheiro você vai direcionar para cada um e quanto tempo você pretende deixar esse dinheiro rendendo.

Investir pode parecer assustador, chato ou ambos, mas não precisa ser. Pesquise todas as opções com cuidado e considere começar com um pequeno investimento inicial. 

Se ainda não tem certeza do valor que pode investir, faça um orçamento, tente economizar o máximo possível e automatize as transferências da sua conta corrente para a sua conta na corretora de valores.

Escrito por Giordano Miranda
Advogado, empreendedor, membro da Comissão de Direito para Startup’s da OAB/MG, consultor de startups, sócio da empresa QuickMED S/A, CEO do Money Extra e jogador de D&D quando não está tentando dominar o mercado. Profile
Importância do Coaching nas Finanças Pessoais

Importância do Coaching nas Finanças Pessoais

redacao dentro Finanças
  ·   1 minutos de leitura
Aplicar em imóveis te traz muitos benefícios

Aplicar em imóveis te traz muitos benefícios

redacao dentro Finanças
  ·   2 minutos de leitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login